Há uma arquitetura criada pelo, e para, o comunismo - Brasília!

Em nossos dias, onde constatar um fato óbvio pode ser sinônimo de (1) arrogância, ou (2) opressão, o que aconteceria se disséssemos que o comunismo, longe de ser um tipo de "política repentista", foi cuidadosamente pensada e planejada em seus mais mínimos detalhes, como por exemplo, uma “arquitetura comunista ideal”? Bom, obviamente, imediatamente seríamos tachados de loucos adeptos de teorias da conspiração. Mas o que poderíamos esperar de uma ideologia que ao invés de adequar-se à realidade do mundo, tenta impor ao mundo sua própria “realidade” imaginada? Obviamente, nada menos que pura psicose esquizofrênica. 
Pois bem, mas há uma arquitetura criada pelo, e para, o comunismo; na verdade, quando tive acesso a esse fato, pensei com meus botões que, como o comunismo visa a centralização da sociedade como um todo, ter uma atenção voltada a estrutura física centralizadora, não era de todo absurdo; ou seja, se o comunismo almeja a centralização, por que não centralizar (geograficamente falando) a disposição da cidade em relação aos próprios cidadãos e ao resto do país? Na verdade, soa até obvio, quando pensado com mais cuidado. Informo-lhes, portanto, que isso existe efetivamente. Sinto dizer-lhes que, apesar desta ideia soar como algo muito distante, não só existe esta teoria efetivamente, e que ela foi aplicada bem no nosso “quintal”, em Brasília – a capital construída como a “Cidade comunista ideal” nos seus mínimos detalhes. Não é de se estranhar que isso tenha acontecido, pois se você coloca um comunista ferrenho como Oscar Niemeyer (duvida disso, clique AQUIpara projetar a capital do país, qual resultado esperaria?
Não me alongarei demais nas explicações pois as imagens falarão melhor. Vou apenas disponibilizar o download deste livro, escrito por Alexei Gutnov, A. Baburov, G. Djumenton, S. Kharitonova, I. Lezava e S. Sadovskij e o nome, como já citado, é “A cidade comunista ideal (“The Ideal Communist City”) para que você mesmo possa lê-lo e tirar suas próprias conclusões (clique AQUI para baixar o livro), e as imagens retiradas do próprio livro e as de Brasília, para que se note as “coincidências” entre os dois projetos (lembrando que aqui colocarei apenas as imagens principais do referido livro, no mais, baixem e leiam ele em sua íntegra).

Mapa de Brasília
Mapa da "Cidade Comunista Ideal"
Mapa de Brasília
Mapa da "Cidade Comunista Ideal"




Palácio do Planalto - Brasília 



Projeto destacado de um edifício muito parecido com o Planalto Central brasileiro, dentre outros projetos  

Planalto Central visto de dentro

Modelo de vista da "Cidade Comunista Ideal" muito semelhante a vista do Planalto Central
Explanada dos Ministérios
Vista panorâmica do Projeto da "Cidade Comunista Ideal"

Diante disso, você terá duas opções: Acreditar que nossa capital foi efetivamente planejada para um governo centralizador por um comunista, ou que tudo isso não passa de uma loucura.




Post scriptum: Todo o crédito ao professor Olavo de Carvalho que foi um dos poucos que disponibilizou o conhecimento deste tema.


Comentários

  1. Se você olhar os vídeos de dashcam (boa barte russos) vai reconhecer também os conjuntos de habitacionais, muito parecidos com os conjuntos habitacionais de baixa renda e mesmo com os de renda mais alta.
    "urbanismo"....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, perfeito. Para este artigo coloquei apenas as referencias maiores, como os principais monumentos de brasília, mas no livro que disponibilizei, há também a preocupação com casas, apartamentos, conjuntos habitacionais e até praças.

      Excluir
    2. Pesquisem no Google Imagens a cidade chamada "Nowa Huta", uma cidade criada pelos comunistas para propagandearem o Stalinismo. Me deem suas opiniões. Parece uma miniatura de Brasília, até mesmo os conjuntos habitacionais. Qualquer semelhança é mera coincidência.

      Excluir

Postar um comentário

As mais vistas

Morre o Patriarca que lutava contra o Patriarcado.

A solução do Brasil está em Jair Bolsonaro?

Total de visualizações de página